(41) 9 8455-0000

Artigos

Com o coração na boca

Com certeza você já ouviu a frase “a saúde começa pela boca”.. Quando criada, ela tinha mais a ver com a relação entre o que uma pessoa comia e os reflexos em seu corpo como um todo. Com o passar do tempo, descobriu-se que a saúde começa literalmente, pela boca. Pesquisas já mostraram a relação entre as doenças periodontais e os problemas cardíacos.

As doenças periodontais são infecções associadas a microorganismos que se instalam no espaço existente entre o dente e a gengiva, chamado de sulco gengival. É nesse habitat que os microrganismos podem encontrar condições favoráveis e se desenvolver atingindo os ligamentos e ossos que sustentam o dente na arcada, levando muitas vezes á sua perda.

Essas doenças podem se manifestar em qualquer idade e em ambos os sexos, apresentando um quadro de sangramento e vermelhidão nas gengivas, mau halit, secreções de pus e amolecimento dos dentes. Mas também pode se apresentar sem nenhuma dessas manifestações e avançar de forma rápida e silenciosa, levando a danos mais sérios.

Além da perda de dentes e de estrutura ósseas, essas doenças estão relacionadas a ataques cardíacos em pacientes com idade entre quarenta e cinqüenta anos. Nesse caso, aparece como fator de risco tão forte que supera os males causados pelo fumo e pela obesidade juntos, segundo estudo feito na Escola de Meicina de Londres. Isso não significa que a doença periodontal por si só seja responsável por esses males. Devemos levar em conta o que já vem sendo pesquisado e divulgando amplamente, que incluem sedentarismo, estresse, álcool e hipertensão arterial.

Fatores genéticos e ambientais podem estar envolvidos na associação entre doenças periodontais e cardíacas. Provavelmente o grande número de bactérias existentes nas áreas mais profundas das lesões causadas pela doença possa resultar na penetração de toxinas na corrente sanguínea. Tais toxinas, liberadas por esses microorganismos, provocam reações sanguíneas, alterando fatores de coagulação e infectando os tecidos que revestem o interior dos vasos sanguineos, criando trombos que se soltam e se acumulam em locais vitais, obstruindo a passagem do sangue, podend levar a ataques cardíacos. A boa higienização dos dentes, da gengiva e da língua antes de dormir, ao acordar e após as principais refeições garantem a prevenção da placa bacteriana, que é o fator inicial da doença.

É importante que o check-up anual inclua um minucioso exame bucal, diminuindo a incidência da doença que mais mata: as doenças do coração.

< Voltar

Paranaguá: Rua Júlia da Costa , 531 - (41) 9 8455-0000